sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Conhecendo nosso Vilarejo!

Hoje à tarde resolvemos dar um passeio pelo vilarejo onde estamos vivendo. Aqui é muito tranquilo (até demais, rsrs). Mas o lugar é de uma beleza fascinante. Quem quer viver longe de agitação, trânsito, estresse e respirar o ar puro das montanhas, este é o lugar! rsrs

Temos vídeos gravados do nosso tour pelo pequeno povoado que postarei em breve, se Deus quiser e permitir! (Não vejo a hora de postar os mais de 6 vídeos que tenho editados aqui).

Enfim, ainda não parei para pesquisar sobre a história deste lugar. O que sei é que as casas dessa região são típicas e bem características, muitas ainda de pedras. Muitas construções estão desabitadas devido ao último grande terremoto que aconteceu aqui em 2009. Outras até parcialmente destruídas. Pois é, acaba que o comércio forte e ativo que acredito que um dia existiu aqui, praticamente se extinguiu. Hoje existe apenas um grande supermercado que fica a 15 minutos caminhando daqui de casa, uma conveniência/lanchonete/bar, uma farmácia, uma funerária (rsrs), uma loja de material de construção e coisas para casa e um mercadinho (acho que não esqueci de nada. É todo o comércio desse vilarejo)

Agradeço a Deus o privilégio que é olhar, todos os dias, para essa paisagem e não me cansar de elogiar e de perceber quão perfeito é o Senhor, Criador de todas as coisas! Espero que tenham gostado de conhecer um pouco de onde estamos vivendo, ainda verão muito mais quando os vídeos forem para o meu canal do youtube! Abraços!


Igrejinha

Acho que não vou conseguir... (onde encontro uma chave deste tamanho?!)

Pracinha/mirante em frente à igreja

#semfiltro

Meu amor!

Muito lindo!

Casas típicas do vilarejo

Sam em busca das cavernas (tinham várias nesse lugar!)

Paz, contemplação, gratidão!

5 comentários:

  1. Nossa, que coisa linda! Por um momento pensei estar vendo cenas de um filme de época... Amei!!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É essa a sensação que temos aqui rsrs. bjuss

      Excluir
  2. Tirando os terremotos o resto é maravilhoso!

    ResponderExcluir