sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Chegamos à Itália!

Tenho aprendido que quando planejamos algo, devemos colocar diante de Deus. Seja o que for! A bíblia nos ensina isso: "Ouçam agora, vocês que dizem: 'Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro'. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: 'Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo'. (Tiago 4:13-15)


Há poucos meses, planejamos nosso intercambio para a Irlanda. Estava tudo certo: 6 meses de estudo mais 6 meses de férias (com possibilidade para o trabalho, de acordo com a lei do país). Mas as coisas não saíram como planejamos. Se uma vontade deve e vai prevalecer esta é sempre a de Deus. 

Quando entramos num país como a Irlanda precisamos passar por uns procedimentos legais para conseguirmos nosso visto  de estudante. É necessário abrir uma conta, depositar um valor exigido pela imigração do país, comprovar esse valor através do extrato bancário. Nós iniciamos todo esse processo, mas, para encurtar a  história, depois de quase três meses, ainda não tínhamos aberto a bendita conta. Tentamos, em várias agências e nada! Vai entender? Tínhamos 3 meses para resolver tudo (tempo mais do que suficiente), mas não conseguimos. Nossa oração sempre foi para que o Senhor tornasse nossos ouvidos sensíveis a sua voz. 

Até que chegou um dia que a Lei do país mudou e, repentinamente, perdemos as chances que ainda tínhamos de conseguir a permanência de 1 ano no país. Sendo assim, a partir daquele dia, os vistos seriam apenas de 8 meses. Como já tínhamos quase três meses na Irlanda, pegaríamos um visto de mais 5 meses, o que pra gente seria muito desvantajoso. 

Para quem não sabe, por cada visto pagamos um valor de 300 euros. Imaginem vocês: a principio, pagaríamos esse valor para uma permanência de 1 ano no país (podendo renovar só após esse período) e agora teríamos que pagar 300 euros para permanecer por mais 5 meses na Irlanda, sem mais direito aos 6 meses de férias. Então, esse foi um dos motivos pelo qual o decidimos encerrar nosso intercâmbio em Dublin e virmos pra Itália. 

Não voltaremos para o Brasil ainda, viemos visitar a irmã do Sam e tentar começar nossa vida a dois aqui. Porque até então, estávamos compartilhando uma big casa com muitas pessoas. Apesar de ser um lugar sossegado e termos um quarto só nosso, não é o nosso lar! Bom, para que o post não fique muito longo, vou encerrar por aqui. Apenas queria que vocês soubessem, de uma forma geral, o porquê dessa mudança repentina. 

Abraço e fiquem com Deus.


2 comentários:

  1. Que maravilha! Itália é um País que inspira amor! <3 Aproveitem, esse é o momento! Saudade...

    ResponderExcluir
  2. Verdade!! Estamos aproveitando tudinho ao máximo! Saudades também...

    ResponderExcluir