quarta-feira, 29 de abril de 2015

O pedido de namoro!

Eu tinha em mente que, antes de se iniciar um namoro, era pré-requisito longos meses de amizade e, praticamente, estava fazendo disso uma regra em minha vida. Mas Sam quebrou essa regra, rs. Foram exatos 29 dias, desde a nossa primeira conversa virtual até o pedido de namoro. Há quem diga que foi muito rápido (não discordo, rsrs), porém, para nós dois, foi tempo suficiente para a decisão de iniciarmos um namoro. Na verdade, não existe regra que determine a partir de quanto tempo já se pode começar um namoro. No meu caso, o que considerei bastante foi o bom testemunho que as pessoas davam a respeito dele na igreja. Como ele já fazia parte de uma mesma igreja há 6 anos, sempre que as pessoas se referiam à pessoa dele, diziam que ele era muito querido, amado, engraçado (concordo! rsrs). Eu podia perceber o carinho de muitos para com ele. E isso, de certa forma, me tranquilizava.

Então, indo para o que interessa (rsrs), o pedido de namoro veio na nossa quarta saída juntos. Fomos fazer um lanche. Era uma sexta-feira, 27 de Junho de 2014. Decidimos, após o lanche, dar uma passadinha no volei para ver o pessoal jogando. Enquanto lanchávamos, ele me olhava e me olhava (acho que já estava arquitetando em que momento me faria o pedido, rsrsrs). E eu estava com tico e teco: "Por que será que ele me olha tanto?", "Será que ele já vai me pedir em namoro hoje?", "Acho que não...", "E se for?", "Eu já vou voltar pra casa hoje em um relacionamento sério?! rsrsrs". Enfim, mil e um pensamentos. Até que veio, no meio do lanche (quase no fim), o pedido: "Você quer namorar comigo?!" 

Uau! Não sabia o que falar nos primeiros 30 segundos após o pedido. Foi engraçado, rsrs. Engraçado porque foi assim no meio do nosso lanche que tudo aconteceu e engraçado porque eu já sabia que resposta daria (afinal, ninguém sai 3 ou 4 vezes com um rapaz sem estar interessada, pelo menos espera-se que não, né?) mas não queria dá-la ali. Foi aí que eu disse: "Posso te dar a resposta quando sairmos daqui?" rsrsrs. Maldade?! Ahhh... não foi intencional, gente. Só queria ir para outro lugar. Pra calçadinha da praia, um lugar mais sossegado. Aí saímos do lanche (acho que ele estava um pouquinho ansioso, rsrsrsrs). Lembro que eu olhava pra ele e ele olhava rapidamente pra mim (porque ele estava dirigindo) e houve mais silêncio do que nunca. Ele disse que nunca se demorou tanto chegar na calçadinha (detalhe: estávamos lanchando a 2 ou 3 quadras da praia, rsrs). E quando chegamos, eu disse: "Me pergunta de novo..." rsrs. Ele perguntou e eu prontamente respondi "sim, eu quero". 

Foi assim, simples, sem nada muito pomposo, mas muito especial! Estávamos, ali, iniciando um namoro e assumindo um relacionamento. Confesso que, naquele momento, não tinha a certeza de que seria algo duradouro (embora desejasse que sim), mas via nele alguém que já me cativava. Hoje, já estamos caminhando para o nosso 11º mês juntos. E posso afirmar: tenho todas as certezas do mundo! Pois entendo que o Senhor reservou ele pra mim.

**********

Próximo post: Fotos do nosso primeiro mês de namoro


Um comentário:

  1. Que Deus seja para sempre o centro desse relacionamento, tornando-o cada dia mais e mais fortalecidos pelos momentos felizes, de comunhão, de alegrias, mas também pelos momentos de dificuldades, que essas possam servir, acima de tudo para torna-los ainda mais UM em Cristo e que sirva para a glória de Deus, sempre!

    ResponderExcluir