segunda-feira, 27 de abril de 2015

Como Sam Markus me conheceu (narrado por ele)

Olá gente! Estou de volta para dar continuidade à #nossahistoriaregistrada. Para quem ainda não leu o post passado, aí está! É só clicar e ler: Como conheci Sam Markus. Pois bem, dessa vez, ele escreveu. Isso mesmo. O que vem a seguir são as impressões dele sobre a nossa fase de conhecimento. Confiram!

*****
Dizer como conheci Kalena é uma tarefa fácil e ao mesmo tempo difícil rsrs, porque falar sobre como nos conhecemos é falar de como conheci uma pessoa maravilhosa e serva do Senhor (só por essa característica fica fácil querer se aproximar dela).  

Mas vamos lá, no começo de 2014 ela começou a frequentar nossa igreja (não sou muito bom em datas) e eu estava passando por um processo de transição, deixando a liderança da mocidade da igreja. Logo, como um bom líder (rsrsrs), procurei saber quem era aquela nova visitante. Sempre perguntava ao meu amigo quem era aquela visitante (sem nenhum interesse, claro :p).  

Com o passar dos meses, a aproximação foi naturalmente acontecendo, onde fomos apresentados e eu sempre chamava ela para os eventos da igreja (sem nenhum interesse, claro :p) e ela sempre tinha compromissos, viagens marcadas, aí comecei a procurar por ela nas redes sociais (sem interesse algum :p). Foi aí onde tivemos nossa primeira conversa, e eu continuei convidando para os eventos. Até que, um dia, ela apareceu na praia onde jogávamos toda semana (agora não sei se houve interesse, rsrs). Detalhe: quando ela chegou, eu estava jogando; e eu fiz de tudo para o meu time perder (rsrsrs), mas naquele dia meu time não perdia de jeito nenhum. Aí depois de muito tempo, consegui perder para termos nossa primeira conversa ao vivo e a cores, daí em diante continuei a chamar ela para os eventos e a convidei para sair (fora dos eventos da igreja). Lembro que chamei ela pra jantar numa sexta-feira e ela disse que ia pensar. Quando foi no sábado, teve o tão esperado jogo de vôlei com o pessoal da igreja e ela não foi. Não sei o que houve, mas deixei meu celular no carro. Quando terminou o jogo, que entrei no carro, vi uma mensagem dela perguntando se o meu convite ainda estava de pé, daí "eu disse que iria pensar" (brincadeira, rsrsrs). Eu disse “lógico que sim!”. Corri pra casa (agora sim com interesse, rsrsrs). Saímos nesse dia e conversamos bastante sobre várias coisas. 

Quando deixei ela em casa já fiz o convite (não necessariamente nessa ordem) para ver um filme que por coincidência estava passando (A Culpa é das Estrelas) e ela (aí acho que com interesse também, rsrs) topou. Eu costumava sair com meus amigos toda semana para o cinema, só que sempre assistíamos filmes de suspense, ação, aventura, muito tiro, essas coisas, filmes que sempre gostava muito. Fui assistir com ela "A Culpa é das Estrelas" e acreditem, foi o melhor filme que já vi. Além do filme realmente ser muito bom, foi o melhor porque, nele, pela primeira vez, tive a melhor companhia em um filme. Nós rimos, nos divertimos e... (agora com muito interesse) comecei a ver a incrível e linda mulher, que o Senhor colocou na minha vida. 

Daí em diante, com total interesse, completamente interessado (como desde o começo), começamos a nos ver mais, a conversar mais, e eu pude perceber a joia preciosa, o melhor presente que recebi do Senhor, que se chama Kalena. Sou grato a Deus pela sua imensa bondade que fez com que ela, ao sair de sua antiga igreja, viesse parar perto de mim...

Sam Markus.

*****
Próxima postagem: O pedido de namoro!

Em um dos eventos da igreja, antes de iniciarmos o namoro. (01.06.2014)




Um comentário:

  1. E aqui estou eu, acompanhando tudo de muito pertinho, taí a foto que não me deixa mentir (rsrsrs). Mas agora falando sério, tenho orado por essa história de amor e fé, pedindo ao Senhor que os abençoe diariamente, em toda e qualquer circunstância, fortalecendo vocês dois em confiança absoluta n'Aquele que os chamou, os uniu e tem propósitos na vossa vida desde a concepção. #FelizComVocês #AmoVocêsFilhos

    ResponderExcluir