sexta-feira, 24 de abril de 2015

Como conheci Sam Markus

Bom, tudo aconteceu muito rápido (embora ele não ache, rsrs). Fiz parte de uma igreja por muitos anos, mais precisamente durante 11 anos. Minha adolescência e parte da juventude vivi lá. Até o dia que saí (conversei com meu pastor e saí em paz. Faço questão de frisar esse detalhe, devido à importância que dou a questões como essas). Pois bem, continuei orando, pedindo orientação ao Senhor a respeito do novo local em que deveria congregar com meus novos irmãos em Cristo, porque não queria passar muito tempo de igreja em igreja para decidir. E louvo a Deus por ter me permitido entender o direcionamento Dele! 

Cheguei na nova igreja em Dezembro de 2013 (Sam se espanta até hoje quando digo que entrei na igreja nesse período, afinal, não nos conhecemos logo de cara, rsrsrs) e só quatro meses depois nos “conhecemos”. Aquele conhecimento de saber que a outra pessoa existe e só (vocês devem saber como é, rs). Foi assim, a princípio. Eu estava numa fase da minha vida que não estava buscando mais me relacionar com ninguém nesse sentido (por alguns motivos). Ou seja, eu estava sossegada. Mas meu coração não ficou sossegado por muito tempo, rsrs. Começamos a trocar cumprimentos na igreja: “oi”, “tchau”, “bom dia”, “tudo bom”. Não passava disso. Foi virtualmente que nos aproximamos mais nas conversas (paradoxo né? Eu sei. Mais uma vez a internet aproximando pessoas em seus primeiros contatos). 

Exatamente no dia 30/05/2014 dei o primeiro “olá” virtual. (Agora não me recordo muito bem, mas acho que ele me adicionou no facebook e não conversou comigo rsrsrs, então eu dei o primeiro “oi”). A partir daí, foram algumas conversas online e três saídas antes de iniciarmos o namoro (que será tema do próximo post).

Ah, não posso deixar de falar algo engraçado que foi quando ele me chamou para sair pela primeira vez (era uma sexta à noite) e eu disse que iria pensar. Fiquei pensando até à tardinha do outro dia! Kkkkkkk. Tadinho, quase perdia as esperanças. Quando foi +- às 16:00h do sábado eu passei uma mensagem dizendo que aceitava sair com ele. E aí saímos naquela noite. Bom gente, não falo isso querendo me promover (quem me conhece sabe) mas em nenhuma de nossas saídas antes do namoro houve a tão famosa e comum “ficada”. Sim, eu me orgulho (no bom sentido) de falar isso pois sei que o que falo pode servir para muitos adolescentes e até mesmo jovens que leem este blog e que estão nessa fase de conhecimento mútuo e acham que não é possível sair para apenas conversar e dar boas risadas com aquela pessoa que pode ser seu namorado ou sua namorada em breve. Digo que é possível sim, tanto é como foi! Cada fase deve ser bem vivida e não devemos desonrar o nome do Senhor em nenhum momento, pois vivemos para a glória Dele.

Nossa primeira conversa virtual.

Um comentário:

  1. O amor é lindo quando existe o respeito pelo momento vivido, sem pular etapas e nem envergonhar a Deus. Afinal, é bem certo que: Quem ama, espera! Deus os abençoe cada dia mais e mais com amor, comunhão, união, alegrias e vitórias em Deus e para Deus!

    ResponderExcluir